Polias e Roldanas

Polias ou Roldanas

São dispositivos que têm por função mudar a direção e o sentido (mas mantendo a intensidade) da força que traciona ou tensiona um fio ou uma corda ou podem ser usadas para aumentar ou diminuir a intensidade de uma força. Podem ser fixas ou móveis:

Polia fixa

Muda a direção e sentido de uma força, mantendo sua intensidade. Está presa a um suporte rígido, fixo e executa apenas movimento de rotação, não de translação.

Exemplos de polia fixa

Na figura 1, a força aplicada pelo homem que tem direção vertical e sentido para baixo passa a agir sobre o bloco na direção horizontal e sentido para a direita, mas com a mesma intensidade.

Na figura 2, passa de vertical e para baixo (aplicada pelo homem) para vertical e para cima (agindo

sobre o bloco).                                                                                

Na figura 3 a força aplicada pelo homem é transmitida ao bloco como vertical e para cima.

Nas figuras 2 e 3, se os blocos estiverem em equilíbrio, a intensidade da força aplicada é sempre igual ao peso do bloco.

Observe que, se o homem puxar a corda de 1 metro, cada bloco também se deslocará de 1 metro.

 

Polia móvel

Assim, uma polia móvel consegue aumentar ou diminuir a intensidade de forças, mas tem a inconveniência de diminuir o deslocamento do corpo, ou seja, se sua mão subir de 2 metros, o bloco subirá metade, apenas 1 metro.

 

Associação de polias

Uma polia fixa e outra móvel

Uma polia fixa e várias polias móveis (talha exponencial)

 

O que você deve saber, informações e dicas

Polia fixa  muda a direção e sentido de uma força, mantendo sua intensidade. Está presa a um suporte rígido, fixo e executa apenas movimento de rotação, não de translação.

 

Polia móvel  aumenta ou diminui a intensidade de forças, mas tem a inconveniência de diminuir o deslocamento do corpo.

 

Associação de polias  A expressão abaixo é válida para n polias móveis, com n = 1, 2, 3, …

  Apoio horizontal móvel (peso aparente, elevadores)

Observações:

 

 

Lembre-se de que, se o cabo do elevador quebrar, tanto ele como o homem caem em queda livre, com a mesma aceleração g e consequentemente com a mesma velocidade em cada instante, e a balança indicará zero (N = 0).

 

 

Confira os exercícios com resolução comentada