Voltar Inicial Enem Mecânica Óptica

 

 

 

 

 

O ingresso na AMAN ocorre exclusivamente por intermédio da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), situada em Campinas (SP), que é o estabelecimento de ensino militar do Exército responsável por selecionar e preparar os jovens para o ingresso na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), iniciando a formação do oficial combatente do Exército Brasileiro.

Algumas condições para inscrição:

* ser brasileiro nato, do sexo masculino.

* ter nascido entre 1 de janeiro de 1990 e 31 de dezembro de 1995.

* ter concluído a 3ª Série do Ensino Médio ou concluí-la com aproveitamento, antes do encerramento do processo seletivo.

As inscrições para o concurso acontecem anualmente, nos meses de maio a junho e são feitas pela internet por intermédio do site:
www.espcex.ensino.eb.br e-mail: [email protected]

 

01-(EsPCEx-012)

Um objeto é colocado sobre o eixo principal de uma lente esférica delgada convergente a 70 cm de distância do centro

óptico. A lente possui uma distância focal igual a 80 cm. Baseado nas informações anteriores podemos afirmar que a imagem formada por esta lente é:

[A] real, invertida e menor que o objeto.                            [B] virtual, direita e menor que o objeto.

[C] real, direita e maior que o objeto.                                 [D] virtual, direita e maior que o objeto.

[E] real, invertida e maior que o objeto.

 

02-(EsPCEx-012)

Um avião bombardeiro deve interceptar um comboio que transporta armamentos inimigos quando este atingir um ponto A, onde as trajetórias do avião e do comboio se cruzarão. O comboio partirá de um ponto B, às 8 h, com uma

velocidade constante igual a 40 km/h, e percorrerá uma distância de 60 km para atingir o ponto A. O avião partirá de um ponto C, com velocidade constante igual a 400 km/h, e percorrerá uma distância de 300 km até atingir o ponto A. Consideramos o avião e o comboio como partículas descrevendo trajetórias retilíneas. Os pontos A, B e C

estão representados no desenho abaixo.

Para conseguir interceptar o comboio no ponto A, o avião deverá iniciar o seu vôo a partir do ponto C às:

[A] 8 h e 15 min          [B] 8 h e 30 min          [C] 8 h e 45 min          [D] 9 h e 50 min          [E] 9 h e 15 min

 

03-(EsPCEx-012)

Um objeto preso por uma mola de constante elástica igual a 20 N/m executa um movimento harmônico simples em

torno da posição de equilíbrio. A energia mecânica do sistema é de 0,4 J e as forças dissipativas são desprezíveis. A amplitude de oscilação do objeto é de:

[A] 0,1 m                    [B] 0,2 m                         [C] 1,2 m                        [D] 0,6 m                         [E] 0,3 m

 

04-(EsPCEx-012)

Um automóvel percorre a metade de uma distância D com uma velocidade média de 24 m/s e a outra metade com uma

velocidade média de 8 m/s. Nesta situação, a velocidade média do automóvel, ao percorrer toda a distância D, é de:

[A] 12 m/s               [B] 14 m/s                     [C] 16 m/s                     [D] 18 m/s                      [E] 32 m/s

     

05-(EsPCEx-012)

Dois blocos metálicos de materiais diferentes e inicialmente à mesma temperatura são aquecidos, absorvem a mesma quantidade de calor e atingem uma mesma temperatura final sem ocorrer mudança de fase. Baseado nessas informações, podemos afirmar que eles possuem o(a) mesmo(a):

 [A] densidade.          [B] calor específico.          [C] volume.          [D] capacidade térmica.          [E] massa.

 

06-(EsPCEx-012)

Um lançador de granadas deve ser posicionado a uma distância D da linha vertical que passa por um ponto A. Este ponto está localizado em uma montanha a 300 m de altura em relação à extremidade de saída da granada, conforme o desenho abaixo. Dados: Cosα=0,6 e Senα=0,8

A velocidade da granada, ao sair do lançador, é de 100 m/s e forma um ângulo α com a horizontal; a aceleração da gravidade é igual a 10m/s2 e todos os atritos são desprezíveis. Para que a granada atinja o ponto A, somente após a sua passagem pelo ponto de maior altura possível de ser atingido por ela, a distância D deve ser de:

[A] 240 m                 [B] 360 m                 [C] 480 m                 [D] 600 m                 [E] 960 m

 

07-(EsPCEx-012)

O gráfico abaixo representa a velocidade(v) de uma partícula que se desloca sobre uma reta em função do tempo(t).

O deslocamento da partícula, no intervalo de 0 s a 8 s, foi de:

[A] – 32 m                  [B] – 16 m                         [C] 0 m                            [D] 16 m                               [E] 32 m

 

08-(EsPCEx-012)

Um corpo de massa 4 kg está em queda livre no campo gravitacional da Terra e não há nenhuma força dissipativa

atuando. Em determinado ponto, ele possui uma energia potencial, em relação ao solo, de 9 J, e sua energia cinética vale 9 J. A velocidade do corpo, ao atingir o solo, é de:

[A] 5 m/s                     [B] 4 m/s                         [C] 3 m/s                             [D] 2 m/s                                   [E] 1 m/s

 

09-(EsPCEx-012)

Um elevador possui massa de 1500 kg. Considerando a aceleração da gravidade igual a 10m/s2, a tração no cabo do

elevador, quando ele sobe vazio, com uma aceleração de 3 m/s2, é de:

[A] 4500 N              [B] 6000 N                     [C] 15500 N                    [D] 17000 N                            [E] 19500 N

 

10-(EsPCEx-012)

Uma força constante de intensidade 25 N atua sobre um bloco e faz com que ele sofra um deslocamento horizontal. A direção da força forma um ângulo de 60º com a direção do deslocamento.

Desprezando todos os atritos, a força faz o bloco percorrer uma distância de 20 m em 5 s. A potência desenvolvida pela força é de:

Dados: sen 60° = 0,87 e cos 60º = 0,50

[A] 87 W                   [B] 50 W                           [C] 37 W                              [D] 13 W                                   [E] 10 W

 

11-(EsPCEx-012)

Um canhão, inicialmente em repouso, de massa 600 kg, dispara um projétil de massa 3 kg com velocidade horizontal

de 800 m/s. Desprezando todos os atritos, podemos afirmar que a velocidade de recuo do canhão é de:

[A] 2 m/s                       [B] 4 m/s                       [C] 6 m/s                          [D] 8 m/s                              [E] 12 m/s

 

12-(EsPCEx-012)

Um corpo de massa igual a 4 kg é submetido à ação simultânea e exclusiva de duas forças constantes de intensidades iguais a 4 N e 6 N, respectivamente. O maior valor possível para a aceleração desse corpo é de:

[A] 10,0 m/s2                [B] 6,5 m/s2                        [C] 4,0 m/s2                         [D] 3,0 m/s2                    [E] 2,5 m/s2

 

13-(EsPCEx-012)

Um circuito elétrico é constituído por um resistor de 4 ohms e outro resistor de 2 ohms. Esse circuito é submetido a

uma diferença de potencial de 12 V e a corrente que passa pelos resistores é a mesma. A intensidade desta corrente é de:

[A] 8 A                        [B] 6 A                                 [C] 3 A                              [D] 2 A                                 [E] 1 A

 

14-(EsPCEx-012)

Sob a ação exclusiva de um campo magnético uniforme de intensidade 0,4 T, um próton descreve um movimento

circular uniforme de raio 10 mm em um plano perpendicular à direção deste campo. A razão entre a sua massa e a sua carga é de 10-8 kg/C. A velocidade com que o próton descreve este movimento é de:

[A] 4·105 m/s          [B] 2·105 m/s              [C] 8·104 m/s                 [D] 6·104 m/s                  [E] 5·103 m/s

 

15-EsPCEx-012)

Um gás ideal sofre uma compressão isobárica sob a pressão de 4·103 N/m2 e o seu volume diminui 0,2 m3. Durante o

processo, o gás perde 1,8·103 J de calor. A variação da energia interna do gás foi de:

[A] 1,8·103 J        [B] 1,0·103 J           [C] -8,0·103 J           [D] -1,0·103 J               [E] -1,8·103 J

 

16-(EsPCEx-012)

Para um gás ideal ou perfeito temos que:

[A] as suas moléculas não exercem força uma sobre as outras, exceto quando colidem.

[B] as suas moléculas têm dimensões consideráveis em comparação com os espaços vazios entre elas.

[C] mantido o seu volume constante, a sua pressão e a sua temperatura absoluta são inversamente proporcionais.

[D] a sua pressão e o seu volume, quando mantida a temperatura constante, são diretamente proporcionais.

[E] sob pressão constante, o seu volume e a sua temperatura absoluta são inversamente proporcionais.

 

17-(EsPCEx-012)

A pressão (P) no interior de um líquido homogêneo, incompressível e em equilíbrio, varia com a profundidade (X) de acordo com o gráfico abaixo.

Considerando a aceleração da gravidade igual a 10 m/s2, podemos afirmar que a densidade

do líquido é de:

[A] 1,1·105 kg/m3       [B] 6,0·104 kg/m3         [C] 3,0·104 kg/ m3         [D] 4,4·103 kg/m3          [E] 2,4·103 kg/m3

 

18-(EsPCEx-012)

Um fio de cobre possui uma resistência R. Um outro fio de cobre, com o triplo do comprimento e a metade da área da seção transversal do fio anterior, terá uma resistência igual a:

[A] 2R/3                      [B] 3R/2                        [C] 2R                               [D] 3R                          [E] 6R

 

19-(EsPCEx-012)

Uma barra horizontal rígida e de peso desprezível está apoiada em uma base no ponto O. Ao longo da barra estão distribuídos três cubos homogêneos com pesos P1, P2 e P3 e centros de massa G1, G2 e G3 respectivamente. O desenho abaixo representa a posição dos cubos sobre a barra com o sistema em equilíbrio estático.

O cubo com centro de massa em G2 possui peso igual a 4P1 e o cubo com centro de massa em G3 possui peso igual a 2P1. A projeção ortogonal dos pontos G1, G2, G3 e O sobre a reta r paralela à barra são, respectivamente, os pontos C1, C2, C3 e O’. A distância entre os pontos C1 e O’ é de 40 cm e a distância entre os pontos C2 e O’ é de 6 cm. Nesta situação, a distância entre os pontos O’ e C3 representados no desenho, é de:

[A] 6,5 cm               [B] 7,5 cm                    [C] 8,0 cm                      [D] 12,0 cm                        [E] 15,5 cm

 

20-(EsPCEx-012)

Consideramos que o planeta Marte possui um décimo da massa da Terra e um raio igual à metade do raio do nosso planeta. Se o módulo da força gravitacional sobre um astronauta na superfície da Terra é igual a 700 N, na superfície de Marte seria igual a:

[A] 700 N                           [B] 280 N                          [C] 140 N                     [D] 70 N                             [E] 17,5 N

 

 

Resoluções